Seja bem vindo, amigo!

Seja bem-vindo, amigo! Seja você também mais um subversivo! Não se entregue e nem se integre às mentiras do governo e nem da mídia! Seja livre, siga o seu instinto de liberdade! Laissez faire! Amém!

Translate

sexta-feira, 21 de abril de 2017

Manifestação na Venezuela: O populista Maduro, amigão de Lula e da Dilma, manda prender e até matar qualquer manifestante contrário ao seu regime bolivariano

A guerra de Maduro


Presidente da Venezuela adota medidas para fortalecer ainda mais seu poder discricionário, inclusive com o reforço de suas tropas paramilitares, enquanto repete o habitual jogo de cena de fazer propostas de 'diálogo', nas quais há muito a oposição deixou de acreditar

A crise na Venezuela se agrava a cada dia ante a intransigência do regime chavista que nela afundou o país e não dá o menor sinal de estar disposto a negociar seriamente com a oposição para encontrar uma saída pacífica. Ao contrário, além de reprimir violentamente as manifestações contra o governo, que se multiplicam, o presidente Nicolás Maduro adota medidas para fortalecer ainda mais seu poder discricionário, inclusive com o reforço de suas tropas paramilitares, enquanto repete o habitual jogo de cena de fazer propostas de “diálogo”, nas quais há muito a oposição deixou de acreditar.

Foi o que aconteceu com a grande manifestação de quarta-feira passada, da qual participaram dezenas de milhares da pessoas – de todas as classes sociais, mesmo as mais carentes, também desiludidas com o populismo chavista – na capital, Caracas, e em outras cidades. Dois manifestantes morreram, um deles um jovem de 17 anos, atingido por disparo feito por um dos agentes em motocicleta encarregados da repressão, e dezenas ficaram feridos. Outros cinco morreram durante os protestos anteriores. E pelo menos 270 foram presos. Matéria completa aqui

WKYW: Veja o que o socialismo está fazendo com o Brasil

Biblioteca Subversiva: Dicas de livros

Nenhum comentário:

Postar um comentário

VISITE A BIBLIOTECA DO SUBVERSIVO DO SÉCULO XXI