Seja bem vindo, amigo!

Seja bem-vindo, amigo! Seja você também mais um subversivo! Não se entregue e nem se integre às mentiras do governo e nem da mídia! Seja livre, siga o seu instinto de liberdade! Laissez faire! Amém!

Translate

terça-feira, 23 de maio de 2017

Operação “Uma Mão Lava A Outra“, ou Operação “Terceira Via”.

O nome mais adequado para a operação ‘Lava Jato’ seria Operação “Uma Mão Lava A Outra“, também poderia ser alcunhada mais devidamente de operação “Terceira Via”. Pois o que estamos presenciando no Brasil é o grande fiasco que acontece quando um partido socialista, vulgo de esquerda, se une às empresas duvidosas e seus empresários inescrupulosos, ou falsos empreendedores; e principalmente quando ambos tem um mega aval monetário de um Banco infalível estatal, assim como o BNDS. Digo infalível, porque este Banco somente existe e se mantém graças ao dinheiro do trabalhador e dos altos impostos.  Assim, esse falso capitalismo, fica fácil! Sempre as mesmas empresas, os amiguinhos do governo, após serem contratados pelos lobistas, ou burocratas do partido vão ao poço monetário do BNDS pegar dinheiro emprestado a juros baixos, cuja diferença será paga pelo suor dos trabalhadores. Assim, Os falsos empresários, os políticos lobistas e os banqueiros burocratas dividem os lucros, uma mão lava a outra e sabão no olho do povo. Mas se preferirem chamar essa operação de ‘Terceira Via” ou socialismo-capitalista, fiquem sabendo que a história já esta carregada de fatos que nos mostram que: O socialismo e a terceira via são os atalhos prediletos que o progressismo usa para chegar à corrupção.  

Se corrupção é água!

SIGA O DINHEIRO! Eu concordo que se deva seguir o dinheiro para acabar com os corruptos; mas é muito mais fácil seguir o dinheiro da torneira donde ele está saindo que tentar recuperá-lo nos paraísos fiscais aonde ele foi. Se corrupção é água! Fechem as torneiras, fechem o BNDS!

Se corrupção é o fogo, o BNDS é um dos combustíveis.

Enquanto houver BNDS e outros bancos estatais fazendo este mesmo tipo de operação, haverá este tipo de corrupção. Se corrupção é fogo! Tirem a lenha! Fechem o BNDS! ANON, SSXXI

segunda-feira, 22 de maio de 2017

JOVENS FEIOS IDIOTIZADOS PELA ESQUERDA , O BRASIL CLAMA POR SOCORRO

WKYW: Veja o que o socialismo está fazendo com o Brasil

Biblioteca Subversiva: Dicas de livros

Marcel Van Hattem: 'Temer deve sair, sim! Mas tem coisa muito mal contada nessa história...'

WKYW: Veja o que o socialismo está fazendo com o Brasil

Biblioteca Subversiva: Dicas de livros

A Polônia, migração e a colheita sangrenta do multiculturalismo

Alemanha criou a crise migratória e ela deve deve pagar as conseqüências, diz líder polonês

Jarosław Kaczyński, presidente do Partido do Direito e da Justiça (PiS), diz que foi a decisão da Alemanha abrir as fronteiras da Europa, não a da Polônia, e seus compatriotas não deveriam pagar pelos erros do vizinho

"Não abrimos a Europa para os refugiados - Merkel o fez", disse o veterano conservador à emissora pública TVP Info. "E é Merkel e a Alemanha que têm de suportar as consequências, não a Polónia."

No final de 2015, a União Europeia impôs medidas que obrigam os Estados membros a aceitarem uma parcela de 120 mil migrantes no sul da Europa - mais tarde aumentada para 160 mil - apesar da forte oposição da República Checa, da Hungria, da Romênia e da Eslováquia...

Błaszczak articulou uma posição extremamente robusta sobre uma crise dos migrantes, declarando que "uma política do multiculturalismo na Europa Ocidental está colhendo uma colheita sangrenta sob uma forma de ataques terroristas". Leia artigo completo aqui

sexta-feira, 19 de maio de 2017

A liberdade em si, é a mãe da ordem, e não sua filha.

O verdadeiro liberalismo

Se essa ideia soa radical e até mesmo maluca hoje, ela era comum entre os pensadores dos séculos XVII e XVIII, dentre eles John Locke e Thomas Jefferson.  A marca distintiva dessa teoria política é a de que a liberdade é um direito natural.  Ela antecede a política e antecede o estado.  O direito natural à liberdade não precisa ser concedido ou ganhado ou outorgado.  Ele deve apenas ser reconhecido como um fato.  É algo que existe naturalmente na ausência de um esforço sistemático para aboli-lo.  O papel do governo não é nem o de conceder direitos, nem o de oferecer a eles algum tipo de permissão para existir, mas simplesmente se restringir de violá-los.

A tradição liberal do século XVIII em diante percebeu que era o governo a entidade que praticava os mais sistemáticos esforços para roubar as pessoas de seus direitos naturais — o direito à vida, à liberdade e à propriedade —, e é por isso que um estado deve existir apenas se tiver a expressa permissão de todos os membros de uma sociedade, estando limitado a realizar apenas aquelas tarefas que toda a população julgar essenciais.  Era com relação a essa agenda que todo o movimento liberal estava comprometido.

Os liberais não estavam lutando para que certos direitos fossem dados ou impostos sobre as pessoas.  Não se tratava de uma forma positiva de liberdade, a ser imposta sobre a sociedade.  Tratava-se de algo não positivo, mas sim negativo, no sentido de que delineava aquilo que não deveria ser feito.  Os liberais queriam acabar com a opressão, arrebentar os grilhões, livrar-se do jugo do estado, libertar as pessoas.  O objetivo era acabar com o domínio do estado e iniciar uma governança feita pelas pessoas, as quais eram as únicas que deveriam controlar suas associações privadas e voluntárias.  A sociedade não precisa de qualquer tipo de gerenciamento social.  A sociedade se mantém coesa não pelo estado, mas sim pelas ações diárias e cooperativas de seus membros.

A nação não precisa de um ditador, nem de um presidente, e nem de atos de boa vontade para impor as bênçãos da liberdade.  Essas bênçãos advêm da própria liberdade em si, a qual, como escreveu Benjamin Tucker, é a mãe da ordem, e não sua filha.  Lew Rockwell

A sociedade não precisa de dirigentes - Lew Rockwell

Artigo completo aqui

Ver mais frases libertárias, aqui