Seja bem vindo, amigo!

Seja bem-vindo, amigo! Seja você também mais um subversivo! Não se entregue e nem se integre às mentiras do governo e nem da mídia! Seja livre, siga o seu instinto de liberdade! Laissez faire! Amém!

Translate

quarta-feira, 5 de dezembro de 2012

Um Fraga na constituição dos bundões


Por anon

Um fraga na costituição dos bundõesSer libertário numa Rússia tropical não é fácil, principalmente com uma constituição de cunho socialista como a nossa. Sem falar dos parlamentares do povinho, legisladores esses, que possuem a incrível capacidade de defecar novas leis, conspurcando ainda mais aquilo que chamam de constituição. Uma constituição que não deixa bastante claro sobre o direito à propriedade privada, ou seja, o fruto do esforço individual fica a mercê das autoridades, dependendo de cada caso e a um critério sentimental da justiça. Realmente, esta é a constituição que qualquer déspota pediria para Deus, mesmo o estado sendo laico. Como qualquer mentalidade socialista, a nossa carta magna prega a igualdade deles desde que seja a custa alheia, nossa. E dentro da maior espírito democrático (?), obriga o cidadão ao voto e ao serviço militar para os homens. Esse é o sisteminha que deu certo, segundo as autoridades, e convenhamos, eles estão certos; temos um povo que tem porque deve, temos um constante assalto estatal outorgado pela lei maior e absolutamente incontestável. A minha esperança fica na nova geração, pois na minha, excetuando a minha persona, euzinho da Silva e outras raras exceções, só havia bundões. 

Eu ia amavelmente dissertar um pouco mais sobre a nossa querida constituição democrática. Porém, encontrei alguém que a ama mais do que eu; e então, como o amor deve sempre prevalecer, resolvi passar esta honorável pedra ao digníssimo vencedor! Anon, SSXXI


Não sou ateu, apena discordo do Fraga quando ele menciona Deus, mas o resto do seu discurso sobre a nossa constituição socialista é isso mesmo.

Liberdade é isso? Fazer tatuagem? Fazer memoráveis guerras contra o time de futebol adversário? Ter crédito no celular? Beber uma gelada, cheirar uma branquinha ou fumar unzinho? Nada contra o comércio, nada contra lei da oferta e da procura. Meu lema é: trabalhe e compre aquilo que desejar; não obrigue ninguém a fazer o que não quer e nem deixe que alguém lhe obrigue. Porém, liberdade é algo muito mais sublime; e o jovem que não tiver essa ideologia da liberdade, o jovem que não estiver ligado e revolto contra essa nova forma de opressão maquiada em forma de democracia, para mim, não passa de um tolo manipulado. Mas que tipo de educação que este jovem recebeu nas temíveis escolas públicas? Será que ele já leu Étienne de La Boétie ou conhece Lord Acton e, ou, muitos outros filósofos da liberdade? Que culpa tem ele de possuir asas, mas achar que é uma galinha e, portanto, não saber voar? É terrível o que uma pseudo-educação pode causar a um individuo ou a uma sociedade como um todo, danos irreversíveis! Eu comparo essa falsa educação a uma engorda de porcos em que o sistema obterá, mais cedo ou mais tarde, os frutos do manejo. Mas nem tudo está perdido, ainda podemos encontrar muitos jovens que não se esqueceram do doce sabor da liberdade, ou do sempre saudável hábito de contestar. Estes sim são os meus heróis de verdade, aos quais nunca deixarei de homenagear. Anon, SSXXI 

“A grande massa humana nenhuma resistência opõe e segue as crenças, as opiniões e os preconceitos do seu grupo. Ela obedece-lhe sem ter mais consciência do que a folha seca arrastada pelo vento.” Gustave Le Bon

2 comentários:

  1. Sinceramente, eu não vejo qualquer movimento da nova geração que mude esse cenário.
    Obviamente há sim um crescente movimento anti-estado, mas infelizmente, ainda pouco relevante no mainstream.

    ResponderExcluir
  2. Guilherme, eu concordo com você. Quando caímos na realidade do brasileiro, isto é, a maioria nem sabe o que está acontecendo ou, ainda pior, acha que está tudo bem. Do outro lado, temos o estado com um execrável e milenar histórico de dominação; mas veja, atualmente, muitos jovens já estão discutindo sobre isto. E este é o nosso caminho...

    ResponderExcluir

VISITE A BIBLIOTECA DO SUBVERSIVO DO SÉCULO XXI