Seja bem vindo, amigo!

Seja bem-vindo, amigo! Seja você também mais um subversivo! Não se entregue e nem se integre às mentiras do governo e nem da mídia! Seja livre, siga o seu instinto de liberdade! Laissez faire! Amém!

Translate

quinta-feira, 28 de julho de 2016

Por que os Keynesianos estão gritando por consenso? – O Barco Macroeconômico está à deriva e afundando...

Será que os novos Keynesianos estão admitindo paulatinamente os seus erros teóricos e dando um salto para o livre mercado? Isso é bom, quanto mais consenso, nesse sentido, entre os economistas e menos ideologia e intromissão do estado na economia melhor será para os consumidores, e mais liberdade de escolha para os cidadãos. Todavia não devemos confundir bom senso econômico, causa e efeito, com democracia econômica em que vários economistas mesmos estando teoricamente errados (erros conceituais) venceriam o debate simplesmente por serem a maioria. Anon, SSXXI

**************************************O que é consenso entre os economistas e devíamos adotar sem medo?

John Maynard Keynes - Estou com o estado e não abro!

Por Greg Mankiw (Keynesiano)

O debate público leva alguns observadores a pensar que economistas estão inconciliavelmente divididos sobre tópicos de políticas públicas. Isso é verdade no que concerne à teoria dos ciclos de negócios e, mais especificamente, às virtudes ou aos defeitos da economia Keynesiana. Contudo, isso não é verdade sob uma perspectiva mais ampla.

Em meu livro didático preferido sobre a teoria dos ciclos reais de negócios apenas nos últimos capítulos fala-se o porquê tal teoria é controversa. Acredito que é melhor apresentar economia a estudantes com pontos em que há maior consenso teórico. No capítulo dois do livro, eu incluí uma tabela de assertivas com as quais a maior parte dos economistas concorda, com base em várias pesquisas profissionais. Aqui está a lista, juntamente com o percentual de economistas que concordam com elas:

1.     Controlar o valor máximo de alugueis reduz a quantidade e a qualidade de moradias disponíveis. (93%)
2.     Tarifas e cotas de importação geralmente reduzem o bem-estar econômico geral. (93%)
3.     Taxas de câmbio flutuantes e flexíveis proporcionam um arranjo monetário internacional eficaz. (90%)
4.     Política fiscal (como cortes de impostos ou aumento de gastos públicos) tem um impacto incentivador significativo em uma economia em que haja pleno desemprego. (90%)
5.     Os Estados Unidos não deveriam restringir empregadores de terceirizar trabalho para outros países. (90%)
6.     Os Estados Unidos deveriam eliminar subsídios agrícolas. (85%)
7.     Governos local e estadual deveriam eliminar subsídios para times esportivos. (85%)
8.     O orçamento federal deveria ser planejado considerando o ciclo econômico em vez de proposto ano a ano. (85%)
9.     A diferença entre os fundos e os gastos de previdência se tornará insustentável nos próximos cinquenta anos se as regras atuais se mantiverem inalteradas. (85%)
10.                       Pagamentos diretos em dinheiro aumentam mais o bem-estar dos destinatários do que a entrega de bens de mesmo valor monetário. (84%)
11.                       Um grande déficit orçamentário federal tem um efeito adverso na economia. (83%)
12.                       Um salário mínimo aumenta o desemprego entre trabalhadores jovens e menos qualificados. (79%)
13.                       O governo deveria reestruturar o sistema de seguridade social com base em um “imposto de renda negativo”. (79%)
14.                       Impostos sobre dejetos químicos e cotas negociáveis de emissão de poluentes são uma forma melhor de controle de poluição do que a imposição de um limite máximo de poluição. (78%)

Se nós pudéssemos convencer o público a apoiar essas propostas, tenho certeza de que os líderes mundiais seguiriam rapidamente, e as políticas públicas seriam muito melhoradas. Por isso que a educação econômica é tão importante.

PS: Note que a frase sobre política fiscal (#4) não distingue entre impostos e gastos como a melhor ferramenta para estabilização macro. Talvez essa pergunta devesse ser adicionada em pesquisas futuras. Eu duvido, no entanto,  que a resposta fosse suficientemente consensual para que figurasse nesta lista.

Fonte: Mercado Popular

Nenhum comentário:

Postar um comentário

VISITE A BIBLIOTECA DO SUBVERSIVO DO SÉCULO XXI