Seja bem vindo, amigo!

Seja bem-vindo, amigo! Seja você também mais um subversivo! Não se entregue e nem se integre às mentiras do governo e nem da mídia! Seja livre, siga o seu instinto de liberdade! Laissez faire! Amém!

Translate

quarta-feira, 27 de abril de 2016

Símbolos dos psicopatas: A suástica, a foice e o martelo.

Por que a cruz suástica é proibida e a foice e o martelo são permitidos? Ambos não deveriam ser igualmente abominados? Anon, SSXXI


Liberais, progressistas e socialistas

Por Walter Williams

Na Europa, especialmente na Alemanha, ostentar uma suástica é um crime.  Ao longo de décadas após a Segunda Guerra Mundial, pessoas têm caçado e punido os assassinos nazistas, que foram responsáveis pela chacina de cerca de 20 milhões de pessoas.

Aqui está a minha pergunta: por que os horrores do nazismo são tão bem conhecidos e amplamente condenados, mas não os horrores do socialismo e do comunismo? Por que se ignora — ou ainda pior: por que se esconde — que as ideias socialistas e comunistas não apenas geraram uma carnificina muito maior, como ainda representaram o que houve de pior na história da humanidade?

Você pode dizer: "Williams, de que diabos você está falando? Socialistas, comunistas e os seus simpatizantes são uma moçada bacana, que apenas luta para que os mais pobres tenham um tratamento justo. Eles querem promover a justiça social!".

Então, vejamos um pouco da história do socialismo e do comunismo.

Em primeiro lugar, o nazismo é, por definição, uma versão do socialismo. Na verdade, o termo "Nazista" é uma abreviatura para Partido Nacional Socialista dos Trabalhadores Alemães.

Os indizíveis atos dos nazistas sob o comando de Adolf Hitler são relativamente menores em comparação com as horríveis atrocidades cometidas pelos comunistas da antiga URSS - União das Repúblicas Socialistas Soviéticas e da República Popular da China.

Entre 1917 e 1987, Vladimir Lenin, Josef Stalin e seus sucessores foram responsáveis pelos assassinatos, mais ou menos, de 62 milhões de seu próprio povo.

Entre 1949 e 1987, os comunistas da China, liderada por Mao Zedong e seus sucessores, foram responsáveis pelas mortes de 76 milhões de chineses. Essa contagem está documentada nos arquivos da University of Hawaii. E no livro "Mortes pelo Governo" do Professor Rudolph J. Rummel – website: http://www.hawaii.edu/powerkills

Quantas perseguições e torturas não foram cometidas por esses assassinos comunistas?

Porém, ao contraio dos símbolos nazistas, tanto na Europa como nos EUA é aceitável exibir e marchar sob a bandeira vermelha da ex-URSS estampada com a foice e o martelo.

Mao Zedong tem sido admirado por acadêmicos e esquerdistas em todo o nosso país. Em varias ocasiões esses esquerdistas cantam louvores a Mao e mostram o seu pequeno “Livro Vermelho". Inclusive a diretora de comunicações do presidente Barack Obama, Anita Dunn, em junho 2009, num discurso de formatura para St. Andrews Episcopal da High School na Catedral Nacional de Washington, disse que Mao era um de seus heróis.

Até mesmo as comunidades acadêmicas, as elites midiáticas, os bastiões dos partidos ou das organizações como a NAACP, o Conselho Nacional de La Raza, Verde para Todos, o Sierra Club e o Fundo de Defesa das Crianças Democrática, todos eles possuem uma grande tolerância para as ideias dos socialistas - um sistema que causou mais mortes e sofrimento humano que todos os outros sistemas combinados.

Hoje os esquerdistas: socialistas e progressistas se ofendem pela simples sugestão de que a sua agenda não difere muito das agendas dos nazistas, dos assassinos em massa soviéticos e maoistas. Uma coisa é não ser a favor dos campos de extermínios ou das guerras de conquista feitas por um tirano. A única exigência é que se tem de acreditar na primazia do Estado sobre os direitos individuais.

Os horrores indizíveis do nazismo não aconteceram durante uma noite. Eles foram simplesmente o resultado final de uma longa evolução das ideias que conduziram à consolidação do poder num governo central na busca da tal "justiça social". O povo alemão foi decente, bem intencionado, mas equivocado. As primeiras gerações de alemães, antes da guerra – nem poderiam imaginar algo próximo de um genocídio – mas mesmo assim criaram o cavalo de Tróia que levariam Hitler ao poder.

Hoje, os americanos, igualmente, estão fazendo o mesmo, pois ao aceitarem a consolidação massiva do poder em Washington, em nome da ‘justiça social’.

Se você não acredita, pergunte a si mesmo: De que modo estamos lentamente caminhando – a pequenos passos de cada vez - para uma maior liberdade ou em direção a mais controle do governo sobre nossas vidas?

Talvez, convenhamos, até possamos nos convencer de que somos seres humanos mais espertos do que o povo alemão, o povo que criou as condições ideais que levaram Hitler ao poder. Simplesmente, eu digo: não conte com isso!

Walter E. Williams é professor de economia na George Mason University.


White House Communications Director Anita Dunn Loves Mao Zedong

Nenhum comentário:

Postar um comentário

VISITE A BIBLIOTECA DO SUBVERSIVO DO SÉCULO XXI