Seja bem vindo, amigo!

Seja bem-vindo, amigo! Seja você também mais um subversivo! Não se entregue e nem se integre às mentiras do governo e nem da mídia! Seja livre, siga o seu instinto de liberdade! Laissez faire! Amém!

Translate

sábado, 23 de agosto de 2014

Quando o Estado-babá vai ficando insuportável e cada vez mais chato já é hora de começar a contrarrevolução

Mauricio de Sousa, com toda a razão, ficou muito preocupado com a resolução 163 do CONANDA (Conselho Nacional dos Direitos das Crianças e do Adolescente).  Indignado, postou uma declaração no Twitter temendo a aprovação pelo congresso dessa resolução totalitária e totalmente contra a liberdade de expressão e, consequentemente, contra a liberdade de imprensa, pois através dessa lei a receita de muitos  jornais televisivos  e agências de propaganda cairá, deixando-os mais ou completamente  dependentes  de verbas governamentais. Não será esse o principal objetivo?!  Calar a boca da imprensa com o grito “TÔ PAGANDO?!” Anon,SSXX

"Li, de novo, o texto da resolução 163 do Conanda (sobre publicidade infantil). Não devia. A cada leitura me parece mais assustador. A resolução 163, se aprovada pelo congresso, vai transformar o país num vale de sombras, sem cor, sem alegria, sem liberdade, sem infância. Custo a acreditar que uma ameaça à liberdade como propõe a resolução 163 tenha sido entendida na sua abrangência até pelos seus signatários. Uma vez transformada em lei, a resolução 163 provocará desemprego em massa nas empresas ligadas à publicidade e produtos infantis...A resolução generaliza: toda publicidade dirigida à criança é abusiva e merece punição. É uma "caça às bruxas". Lembra o Iraque de hoje. Não gosto de usar este espaço democrático para passar estas coisas tão sérias. O clima pesa. Mas... tem hora que a coisa pega na garganta. A resolução 163 propõe proibir utilização de pessoas com apelo infantil em qualquer comunicação mercadológica. Se isso não é ditadura..."  Mauricio de Sousa

Os comentários dos politicamente corretos de plantão do Twitter, como sempre, não poderiam ser diferentes. Os idiotas úteis vociferaram e atacaram a vítima, e não as ações horripilantes do Estado-babá. Estamos perdidos! Não é mesmo Maurício? Anon, SSXXI

Eu não sei qual é o pior, se é o estado-babá, ou se é o povo-bebê! Anon, SSXXI

Nenhum comentário:

Postar um comentário

VISITE A BIBLIOTECA DO SUBVERSIVO DO SÉCULO XXI