Seja bem vindo, amigo!

Seja bem-vindo, amigo! Seja você também mais um subversivo! Não se entregue e nem se integre às mentiras do governo e nem da mídia! Seja livre, siga o seu instinto de liberdade! Laissez faire! Amém!

Translate

quarta-feira, 25 de março de 2015

Bem-vindo à Sociedade Socialista ou Sociedade Invertida: Aqui, a vítima é o criminoso.


Por Anon,

Apesar de trabalhar e estudar, o que aquela vítima vagabunda estava fazendo, bem ali, onde o nosso herói bandido estava, bem armado e preste a realizar o seu rotineiro assalto, preferencialmente seguido de morte? A vítima, mesmo sem reagir, tinha que estar ali, bem em frente à garagem de sua casa (dela), bem na direção das balas, e, ainda por cima, manobrando o seu carro, fruto de anos de trabalho? Boba*! (*pelos anos de trabalho)

Certamente, se a vítima tivesse tirado um atestado de saúde falso, ou tirado umas férias antecipadas, e não ter ido trabalhar naquele dia, ela não teria, com a sua morte, arruinado a vida do nosso pobre mal feitor. Zezão, quando era de menor, já tinha sido preso por simples estupros, talvez , sete ou oito, furtos e roubos, alguns homicídios sem querer, tráfico de drogas, alem de ser usuário, coitado! Mas por sorte ele nuca foi preso, apenas uns esculachinhos por parte da malvada polícia filhotes da ditadura... Comissão de direitos humanos, neles!

Helena de Tróia, digamos assim, “a suposta vítima que morreu”, teve a capacidade de morrer somente para azedar a vida do nosso tão simpático Zezão. De acordo com as estatísticas, ela pode ter sido uma das 65 mil insignificantes vítimas fatais do nosso querido país. E, pior disso tudo, ainda há alarmistas dizendo que estamos numa guerra civil. Que absurdo, só pode ser teoria da conspiração!

O povo brasileiro é muito ingrato para com os seus deputados e senadores. Com exceção de meia dúzia, todos socialistas. Graças a eles e aos seus partidos que seguem uma agenda comunista da ONU pró-direitos humanos, politicamente corretos, blá blá, blá... Nós somos obrigados a votar, não podemos andar armados, temos que pagar impostos para ajudar os mais necessitados, as vítimas da nossa sociedade cruel...

Mas em compensação nos temos: segurança, saúde, transporte, educação e, até, infelizmente, o direito de azarar a vida de todos os Zezões do país com a nossa morte criminosa.  E assim, daqui uns seis ou sete anos, a burguesinha Helena, metida a rica, ressuscitará e continuará a viver a sua vidinha medíocre. Enquanto o nosso pobre Zezão continuará eternamente preso! Coitado! Infelizmente, mais uma vez, o assassino vai preso para sempre, mas a vítima morrerá por apenas seis ou sete anos.

Se vocês gostaram, continuem votando em políticos socialistas, pois eles têm um pacotão de leis bem especial para vocês! Anon, SSXXI

Nenhum comentário:

Postar um comentário

VISITE A BIBLIOTECA DO SUBVERSIVO DO SÉCULO XXI