Seja bem vindo, amigo!

Seja bem-vindo, amigo! Seja você também mais um subversivo! Não se entregue e nem se integre às mentiras do governo e nem da mídia! Seja livre, siga o seu instinto de liberdade! Laissez faire! Amém!

Translate

sábado, 7 de junho de 2014

DIFICULDADES CRESCENTES


Por Montenegro

A cada santo dia, os habitantes deste país têm de lidar com dificuldades crescentes: greves, inflação que reduz a comida à mesa, serviços de saúde esculhambados, falta de água transportes urbanos insuficientes, trânsito caótico, estradas e ruas esburacadas, notícias de corrupção e impunidade, alimentos contaminados com agrotóxicos, leite de caixinha com cloro, mosquitos contaminando os soldados no Haiti (uma espécie de dengue que paralisa as mãos) - e as autoridades negando... Desemprego em alta, economia em baixa, impostos em alta.

Pela janelinha da internet nos chega a notícia de um movimento mundial, denoninado ,WaveOfAction (Onda de ação). Não se sei se existem financiadores,.e se existem quem são. Um fato o próprio site destaca: a existência de "um calendário estratégico fundamental com base na quantidade de ativistas e organizações que planejam ações". Como a gente está careca de saber onde está a grana está quem financia qualquer movimento organizado de esquerda ou de direita... De bandidos ou de mocinhos...

A"Ação, vídeos e gráficos ,já recebeu milhões de visualizações. Muitas contas de mídia social foram criadas. A # WaveOfAction tornou-se uma hashtag unificadora que os movimentos estão usando para mostrar a solidariedade de uns  para com os outros, para mostrar que todos os nossos problemas estão ligados ." Tudo parece muito promissor como ferramenta para enfrentar as investidas violentas da oligarquia financeira transnacional. Mas será isto mesmo?...

Numa planilha estão resumidas 834 ações ao redor do mundo, incluindo ações contra a Monsanto entre os anos 2006 a 20013. Na atualidade aparecem os protestos no Brasil contra a copa e protestos indigenistas. Mas também aparecem protestos do Greenpeace, que não se pode listar entre organizações de "boa fé". Tudo tem uma cara apolítica e de defesa de direitos humanos, liberdade, etc.

Mesmo que se trate de um movimento financiado por controladores, tipo recrutar informantes para criar um banco de dados e desenvolver políticas e ações de inteligência contrárias, vale a pena dar uma olhada. Quem sabe pode ser um modelo para uma mobilização legítima pelo menos para atrapalhar o poder dos Estados controladores e as intenções do controle total. É tudo muito bonito... E de esmola tão generosa o santo desconfia.

Uma outra orientação chega através do artigo de Norman Solomon no hlink: http://www.globalresearch.ca/memo-to-potential-whistleblowers-if-you-see-something-say-something/5385860 - "Se você presenciar alguma coisa, diga alguma coisa..." onde se lê:"

" Eu conheci muitos denunciantes ao longo dos anos, e isto tem sido extremamente comum. Nenhum deles aparecia coroado de santidade. Todos experimentaram angústia antes de decidir que a inação contínua teve um preço que era muito alto. Todos sofreram consequências negativas, bem como alívio depois que falaram e agiram. Tudo fez o mundo melhor com a sua coragem."

Snowden, ex agente da inteligência americana, falou. E acrescentou ao mundo o conhecimento sobre a ação e decisões que o governo dos EUA escondem do mundo. Não é somente o  governo dos EUA que tem agendas secretas. Elas são rotineiras como  instrumentos de ação interna e externa. Os enganados somos todos nós. Mais ainda quando estamos sujeitos à agenda dos que não respeitam a Constituição, que deveria ser o livro de cabeceira de cada brasileiro alfabetizado, principalmente de cada brasileiro atuante no Executivo, Legislativo e Judiciário... e mais,  das FF.AA, dos Reitores de Universidade, dos Professores, dos padres e pastores...

O jornalista Kevin Gosztola, , cobriu uma série de assuntos envolvendo, denúncias , apontou nesta semana para o imperativo de abertura da mídia. "Há um papel importante na  ,exposição de fatos,que é forçar mais transparência, inspirar mais organizações de mídia para envolver-se em jornalismo contraditório (...)

"Esse jornalismo é exercido diante de guerras, destruição ambiental, pobreza crescente, abusos flagrantes no sistema de justiça, , controle corporativo do governo, segurança nacional, segredo de Estado. (...) exercendo um papel de cão de guarda, cobrindo instituições poderosas no governo.

Se queremos ser uma democracia de fato e de  , precisamos contar com a organização e ajuda de pessoas conscientes do seu dever para com a Constituição que está acima de partidos, acima de governos. Para a Nação, manter sigilo sobre maracutaias ideológicas, políticas e econômicas é o maior dos crimes: crime de lesa pátria.

Fonte: ViverdeNovo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

VISITE A BIBLIOTECA DO SUBVERSIVO DO SÉCULO XXI