Seja bem vindo, amigo!

Seja bem-vindo, amigo! Seja você também mais um subversivo! Não se entregue e nem se integre às mentiras do governo e nem da mídia! Seja livre, siga o seu instinto de liberdade! Laissez faire! Amém!

Translate

sexta-feira, 27 de junho de 2014

O verdadeiro herói TONY CHAO FLORES contra a Máquina Covarde e Assassina Cubana


Se alguém acha que Che é herói, então Tony Chao Flores é mais que um super herói. Não se acovardou em nenhum momento. Liberdade é assim; se não for possível em vida, que seja na morte. Anon, SSXXI

Tony Chao Flores e a Máquina de Matar Cubana

por  Humberto Fontova

Tony Chao Flores

Tony era um rapaz fotogênico, capa de revista, na verdade. Em janeiro de 1959, seu rosto sorridente apareceu na capa da revista cubana Bohemia (uma mistura de Time, Newsweek e People). Na foto, o cabelo comprido e loiro de olhos verdes galegos. Sua marca registrada, o sorriso afetado, surgia logo abaixo. As señoritas todas desmaiavam por Tony. Na verdade Tony era um rebelde em sua época. Ele lutara contra Batista também, mas o fez com um grupo rebeldes diferentes daquele que Fidel comandava. Contudo, mesmo tendo confiado na boa-fé de tais rebeldes, acabou se dando muito mal. Convenhamos, todos nós somos um pouco idealistas e um pouco ingênuos aos 18 anos. Após a marcha rumo a Havana, as ações de Fidel começaram a se manifestar de forma diferente daquela que os inocentes idealistas esperavam: prisões em massa, roubos em massa e pelotões de fuzilamento. Os comunistas tomaram posse de todos os jornais, revistas, rádios e redes de televisão. Baniram as eleições, as greves, a propriedade privada e a liberdade de expressão. A cada manhã, de uma ponta à outra da ilha, os pelotões de fuzilamento de Fidel e Che empilhavam os corpos de todos aqueles que resistissem, até que 15 mil heróis foram enterrados. leia mais, aqui e aqui

Nenhum comentário:

Postar um comentário

VISITE A BIBLIOTECA DO SUBVERSIVO DO SÉCULO XXI