Seja bem vindo, amigo!

Seja bem-vindo, amigo! Seja você também mais um subversivo! Não se entregue e nem se integre às mentiras do governo e nem da mídia! Seja livre, siga o seu instinto de liberdade! Laissez faire! Amém!

Translate

terça-feira, 2 de junho de 2015

Uma jovem americana de 22 anos é morta por uma leoa num safári



A leoa tinha nove anos

Uma mulher foi atacada por uma leoa até à morte quando fazia um safari na África do Sul com as janelas do carro abertas. A jovem de 22 anos ignorou a sinalização do parque

Uma mulher americana de 22 anos foi morta esta segunda-feira por uma leoa enquanto fazia um safari em Lion Park, um refúgio de vida selvagem na província de Gauteng, na África do Sul. Ela e o amigo passeavam com a janela do carro aberta, por onde a fémea entrou e atacou a mulher, conta a CNN.

Apesar dos esforços do homem que a acompanhava e da atuação dos paramédicos, os ferimentos foram fatais. O companheiro também foi ferido com alguma gravidade, mas espera-se que sobreviva. A leoa foi levada para um campo secundário daquele parque enquanto se investiga a situação.

Ao Telegraph, Scott Simpson, porta voz do parque, explicou que “o leão aproximou-se pela esquerda do veículo, no lado do passageiro” enquanto a mulher tirava fotografias com a janela aberta. “Um testemunha disse que viu os visitantes tirar imagens do leão a um metro de distância, até que o animal se esgueirou para o carro e atacou a mulher através da janela”, prossegue Simpson.

Embora os sinais de aviso e das informações entregues aos visitantes aquando da sua chegada sejam abundantes, esta não é a primeira vez que um acidente com animais selvagens acontece naquele parque. Todos eles sucedem por os visitantes não fecharem as janelas nas zonas assinaladas.

As últimas fotografias tiradas pelo casal foram analisadas pela polícia e deixam claro que a mulher ignorou os sinais de perigo. Duas famílias levaram o corpo para fora do local e seis testemunhas captaram fotografias do ataque, conta o Daily Mail.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

VISITE A BIBLIOTECA DO SUBVERSIVO DO SÉCULO XXI